quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Vamos falar de amor?

     Hoje estava conversando com o marido e ele perguntou o por que de eu estar tão carinhosa nos últimos tempos...brinquei que deveria ser seu novo perfume, que ele comprou só o cheiro do paraguaí, hahaha, mais depois que conversamos parei para pensar e escrever esse post numa tentativa de passar adiante meus pensamentos, não sei se vou conseguir, mais vou tentar...

 Meu marido sempre foi uma pessoa muito sensível, me apaixonei justamente por um elogio que ele fez, num dia que fui participar de um encontro de jovens na igreja ele chegou por trás, passou a mão pelo meu cabelo e disse o quanto era lindo, achei que ele fosse gay, sério...hahahaha
     Naquela primeira troca de olhares eu tive um déjà vu, vi que seriamos namorados, casaríamos e ele iria ser o pai dos meus filhos, e a gente velhinhos juntos...juro, pisquei o olho de novo e me apaixonei por ele...
     Por fim ele quem me ensinou a forma de usar os elogios, mais com tudo que aconteceu em nossas vidas, ele se fechou, e deixou de ser assim, ficou mais frio, insensivel, desconfiado da vida, das coisas e das pessoas....muitas e muitas coisas aconteceram, e a pouco tempo que começamos a voltar a rever nossos conceitos...
     Eu estava como um copo cheio, guardando tudo que estavamos passando, e por qualquer coisinha eu explodia e falava coisas que nem vinha ao caso, eu sei que não vamos nos separar, no fundo já sei de todo nosso futuro desde quando o conhece, hehe, mais ninguém merece viver brigando, desconfiado ou explodindo a todo momento e o que vou falar tem nos ajudado muito...

Florzinha linda que ganhei dele, num dia qualquer :)
 

     Na minha cabeça surgiu uma comparação, amor é igual academia, para conquistar e manter o que queremos, todos os dias devemos treinar e exercitar...

     Se queremos um corpo sarado ou manter a boa saúde e disposição física, vamos para a academia, e não basta somente chegar no objetivo e depois deixar de ir, senão tem regresso...
     Assim é como o casamento ou relacionamentos duradouros...não basta somente conquistarmos nosso parceiro (a) e depois que se está junto ou casados, não fazer mais nada....senão tudo que você conquistou se esvai...

     Muitas vezes vemos nosso parceiro e não percebemos leves mudanças, ou então ele está lindo, mais não falamos...sentimos, mais não traduzimos em palavras, entende?
     Não é somente dizer "Eu te amo", essas palavras são porta para muitas coisas, e ao mesmo tempo também podem não dizer nada, ficar algo vago...meio confuso, mais estão me entendendo?
     Podemos elogiar a barba que o nosso companheiro aparou, ou elogiar como fica bonito mais barbudo também...elogiar uma atitude bacana que ele teve, mesmo que nem seja nada grandioso, ou que seja comum no dia a dia...podemos também, dizer como nos sentimos de coração aberto, no meio de toda essa transição para que nosso parceiro saiba o que pensamos sobre nos mesmos...
     Quando exercitamos a questão do elogio, mostramos para a outra pessoa que estamos prestando atenção nela, e do mesmo modo, pode até demorar um pouquinho mais a outra pessoa também vai
passar a prestar mais atenção em você....E quando elogiamos também levantamos a auto estima de quem vive ao seu lado tornando muito mais prazeroso o convivio...
     Outro ponto de visão bacana sobre exercitar o elogio é que quando estamos bem unidos, motivados, em boa sintonia, quando surge algum problema, situação dificil, etc e tal, as chances de explodirem um com o outro são mais baixas, tudo tende a se resolver mais facilmente...

     Digo por experiencia própria, muitas vezes a vida que levamos parece um copo, tudo que vai acontecendo de ruim vamos acrescentando uma gotinha de água, até que uma hora já está na boca e qualquer gotinha a mais que cai, pronto, transborda tudo e já fazemos tempestade...Elogiar, gera coisas tão boas, que é como se as coisas ruins desse copo fossem se evaporando e assim gotinhas novas podem ser secadas sem transbordar...

     O Exercício do elogio, também é válido e muito necessário, pela vida a fora, com o vizinho, com a moça da padaria, com o filho, sempre que puder fale coisas boas...para de reparar que fulana engordou ou que sua roupa está repetida, perceba que a pessoa cortou o cabelo, ou que ela faz sacrifícios para criar seus filhos sozinha...uma palavra boa ajuda e muito, e tudo isso reflete em você...

     Relacionamentos amorosos/afetivos é algo mais complicado, por que estamos lidando diretamente com outra pessoa, muitas vezes oposta a você, com quem convive todo santo dia, e é realmente difícil estar bem todos os dias, as opiniões baterem, fazer o mesmo caminho...mais sintonia é fundamental, e se você quer manter seu relacionamento, desde que ele seja saudável para ambas as partes, não adianta investir numa pessoa que te maltrata psicologicamente, fisicamente ou emocionalmente, em primeiro lugar tenha amor próprio, e invista em elogiar sutilmente a pessoa que está ao seu lado, faça isso por boa vontade e sem pressão, o retorno vira de forma sutil e quando menos se espera o exercício se torna rotina...tudo fica mais leve e mais gostoso de se conviver...


E viva o amor...sempre...Fotinha nossa do ano novo...
Já fez seu elogio hoje?

Bjinhosss

5 comentários:

Fernanda Lucena disse...

Que texto tão bonito e tão verdadeiro Keilla!
Eu lembro no outro blog qd vc contou a situação toda e fiquei mt feliz q vcs voltaram! Eu há algum tempo tô passando por problema no meu casamento, falta de companheirismo, falta de assumir as resposabilidades, falta de tanta coisa... eu tento msm pensar nas coisas boas, de tentar dia a dia mas parece q cada vez q tento voltar a dar certo, ele faz milhões de m**s e acaba com toda a minha vontade de recuperar os sentimentos de antes...tô meio perdida, sem saber mt o q fazer, tjá conversei, já briguei, já explodi e NADA surte efeito...
É...e assim as coisas vão caminhando por aqui hehehehehe

Bjooos
muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

Márcia Cardoso disse...

Adorei!
Me fez refletir.
O meu grande problema, é esquecer o que ele fez.
Vira e mexe. Jogo na cara dele.
Perdoar é algo, muito difícil, para mim.
Grata!

Unknown disse...

Nossa Keilla que Lindo ... Esse post seu vai me ajudar muitooo ... Obrigado Beijosss

Saron... disse...

Concordo Keilla,
Não é facil lidar com um relacionamento. Mas esta dos elogios é um "ás" na manga.
Sempre faço o mesmo... Em casos explosivos eu e meu esposo temos uma regra "sair de fininho" rsrsrrs. Ou tentamos acalmar...Se um levanta a voz , o outro fala baixinho.Mas cada caso é um caso...Nem sempre receitas ou regras se aplicam a tds.É como vc falou "tem que ter sintonia". Cada qual descobre uma atitude, ato que some na relação.
Felicidades sempre pra ti!!!
Bjinhos

Fran disse...

Texto muito lindo Keilla, muitas verdades!

Li um livro uma vez, que ajudou muito meu marido e eu e ainda me ajuda a saber lidar com as diferenças de cada um, chama As 5 linguagens do amor. Se tiver oportunidade leia, só agregará mais ainda tudo isso que disse. E se gostar, indique para a mulherada que te segue, tenho certeza que vai ajudar muita gente.

Um beijo enorme pra você!